Como funcionam as cirurgias plásticas após grandes perdas de peso

É normal que pacientes que perdem uma quantidade expressiva de peso busquem auxílio da cirurgia plástica para corrigir os problemas decorrentes disso. Após a bariátrica ou mudança de estilo de vida, o esperado é um grande processo de emagrecimento, que normalmente exige intervenções posteriores.

Sente que ficou flácido(a) após esse processo? O excesso de pele te incomoda? Há como resolver isso!

O paciente que realizou cirurgia bariátrica deve ter seu peso estabilizado por seis meses, ou seja, já perdeu muito peso e apresenta pequenas oscilações. Ou esperar dois anos após a cirurgia.

Como funciona a cirurgia plástica após um grande emagrecimento

Grandes perdas de peso, especialmente após a cirurgia bariátrica, podem causar excesso de pele e/ou flacidez. 

As regiões mais afetadas, em geral, são abdômen, mamas, face, coxa, dorso/ costas e braços. Há, no entanto, pessoas que eliminam muitos quilos e não precisam de cirurgia alguma, ao passo que outras necessitarão de alguns procedimentos.

Em consulta com cirurgião plástico, serão avaliadas as condições do paciente e quais procedimentos adotar. As prioridades também serão avaliadas, mas, em geral, as plásticas mais desejadas são abdominoplastia, mamas, dorso, coxa, braços e rosto.

Sobre a abdominoplastia pós emagrecimento: como funciona?

Há diversas formas de se realizar a abdominoplastia, mas, quando falamos de pacientes que tiveram grande perda de peso, os tipos mais comuns são:

Abdominoplastia clássica, com a cicatriz apenas na parte de baixo do abdômen, indo de um lado ao outro da pelve. Assim, a cicatriz fica escondida dentro da roupa íntima;

Abdominoplastia em âncora ou flor de lis é indicada para pacientes com maior excesso de pele. A cicatriz é a mesma que a da abdominoplastia clássica, com a adição de uma outra cicatriz, que vai da parte de baixo do tórax até o osso do pube;

Abdominoplastia associada à torsoplastia, que trata o excesso de pele na região inferior das costas, com a cicatriz localizada na parte de baixo das costas e posicionada para ficar escondida dentro da roupa de baixo. Podemos associar esse procedimento à abdominoplastia clássica ou em âncora.

É importante dizer que, em todos esses casos, é confeccionado um novo umbigo, quase sempre utilizando parte do umbigo anterior.

Um cuidado a ser tomado após o processo de emagrecimento é a situação do(a) paciente. Algumas pessoas que se submeteram à bariátrica podem apresentar anemia ou deficiência de proteína – e isso deve ser avaliado com atenção.

Geralmente, a abdominoplastia é associada à lipoaspiração e enxerto de gordura nos glúteos, mas tudo dependerá da situação da pessoa que fará o procedimento.

Gostou do assunto? Tem dúvidas? Entre em contato, inscreva-se em nosso canal e acesse nossas redes sociais para receber as melhores dicas sobre cirurgia plástica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish