Medo? Veja 5 dicas para superar o temor de uma cirurgia plástica

Apesar dos avanços da medicina e da tecnologia, que aumentam a acessibilidade e a segurança de procedimentos cirúrgicos, ainda é comum que as pessoas sintam receio de se submeter a uma cirurgia plástica. O site Smart Beauty Guide, mantido pela American Society of Aesthetic and Plastic Surgeons, publicou uma matéria em que aborda cinco razões comuns que geram insegurança em pessoas que desejam se submeter a uma cirurgia plástica.

 

  1. O monstro embaixo da cama: Roosevelt certa vez disse: “A única coisa que devemos temer é o próprio medo”. Notícias sobre procedimentos mal sucedidos veiculados pela mídia podem provocar medo em quem deseja realizar uma cirurgia plástica. Mas, na mesma proporção em que o número de notícias negativas sobre o assunto aumentou, as fontes de informação com credibilidade também. Apesar de o cirurgião plástico qualificado ser a fonte mais segura, é possível encontrar diversos lugares com conteúdo de qualidade, capaz de informar devidamente as pessoas sobre os riscos e benefícios dos tratamentos.
  2. Batendo onde dói mais: Outro ponto sensível na hora de optar por uma cirurgia plástica está na sua bolsa ou carteira: o preço. Procedimentos não são baratos (e se forem, desconfiem), mas estão cada vez mais acessíveis financeiramente.
  3. Parecer que passou pela operação: Os melhores cirurgiões plásticos da atualidade são conhecidos por seu senso estético e habilidade para oferecer resultados realistas para seus pacientes. Apesar do medo de ter uma aparência que não fique natural após o procedimento, o objetivo de cirurgiões plásticos qualificados é oferecer os melhores resultados possíveis – discutir estas possibilidades com o responsável pelo procedimento e ter expectativas realistas ajuda a vencer o receio. Lembre-se: a cirurgia plástica deve potencializar sua beleza natural, não transformá-lo em outra pessoa.
  4. Tempo curto: O cotidiano de trabalho e a rotina familiar das pessoas são apertados, por isso o tempo de recuperação após uma cirurgia plástica pode gerar insegurança nas pessoas. Durante as consultas com o cirurgião plástico, este assunto deverá ser abordado. Com o avanço da medicina, muitos procedimentos exigem um tempo de recuperação menor e, algumas vezes, pode ser possível retomar algumas atividades antes do esperado. Se a cirurgia plástica for bem planejada é possível se preparar com antecedência para o tempo de recuperação. Lembre-se: apenas um profissional qualificado e de confiança poderá orientá-lo nesta situação!
  5. Quem é o chefe?: As opiniões de pessoas próximas podem ser determinantes para afastar candidatos de uma cirurgia plástica de seu desejo. A pergunta é: isso deveria impedir a realização do procedimento? Já que ter o apoio de pais, maridos, esposas, filhos e outras pessoas queridas, é importante, então por que não incluí-los no processo? Leve eles com você a consultas, por exemplo. Isso dará a oportunidade para que estas pessoas façam perguntas ao médico, compreendam os resultados esperados e pode fazê-las mudar de opinião.

Agende sua Consulta

Em última instância, a decisão de se submeter a uma cirurgia plástica é sua, mas é preciso fazer o dever de casa: busque informações de credibilidade, converse com um cirurgião plástico para tirar todas as suas dúvidas antes de tomar qualquer decisão!

Fonte

EnglishPortugueseSpanish