Rinoplastia secundária: quando fazer uma segunda cirurgia de nariz

Rinoplastia secundária ou rinoplastia revisional é o nome que se dá ao procedimento cirúrgico realizado em um nariz previamente operado. 

Ela é indicada para situações em que o resultado não atingiu às expectativas, seja na parte estética quanto na funcional (respiração).

A diferença de nomenclatura entre uma rinopastia revisional (secundária, terciária ou quarternária) para um “procedimento de refinamento” é difícil de se estabelecer. Entretanto, de forma geral, pode-se dizer o seguinte:

Refinamentos são pequenos procedimentos feitos no nariz operado para melhorar o resultado obtido

Rinoplastia secundária (ou revisional) são novas cirurgias.

Por que, afinal, é necessária uma rinoplastia secundária?

Existem cirurgiões e pacientes que aceitam um resultado bom, ao passo que outros buscam um resultado ótimo. Para os cirurgiões que buscam os resultados ótimos, os pequenos refinamentos são mais comuns e a rinoplastia revisional é menos comum.

A rinoplastia é umas das cirurgias mais desafiadoras na cirurgia plástica, os índices de novos procedimentos variam muito e são menores quando o cirurgião tem mais experiência no assunto e se dedica mais a essa abordagem. 

Mesmo nestes casos, não é raro os trabalhos apresentarem 5% de taxa de reoperação. Contudo, as taxas podem ser enormes quando o cirurgião não é um expert no assunto.

Quando fazer uma rinoplastia secundária?

Idealmente, é recomendado esperar seis meses antes de considerar uma nova intervenção em uma rinoplastia, sendo que alguns estudiosos falam em até 12 meses.

Esse tempo deve ser respeitado, pois ainda existe um processo inflamatório agindo e intervenções podem ter um resultado inesperado.

Os motivos dessas novas intervenções em rinoplastia podem ser diversos, tais como técnica cirúrgica, infecção, “cicatrização excessiva”, entre outros. 

Em muitos casos de novas operações após uma rinoplastia, é necessário o uso de cartilagem de costela para redesenhar o nariz e sua estrutura. Entretanto, essa decisão depende do cirurgião plástico, que precisará fazer uma avaliação do(a) paciente e suas necessidades.

Para saber mais sobre a rinoplastia, agende uma consulta através de nosso site ou telefones de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish