Lóbulo Bífido: como corrigir o aspecto da orelha rasgada

Na grande maioria dos casos de ptose palpebral, os tratamentos indicados são cirúrgicos, podendo ter motivos estéticos e/ou funcionais, quando há interferência na visão do paciente. A ptose palpebral pode ser congênita (indivíduo nasce com ela), traumática, neurológica ou decorrente do envelhecimento.

Existem várias técnicas para a correção cirúrgica da ptose palpebral. Há que se avaliar a função do músculo elevador da pálpebra e do músculo frontal, assim como a posição da pálpebra ao se olhar para baixo, a posição da prega palpebral e outros sinais associados.

Normalmente, o pós-operatório da correção da ptose pálpebra é simples. Um cuidado especial deve ser tomado na avaliação do fechamento palpebral pois, em alguns casos, o paciente pode apresentar fechamento incompleto das pálpebras devido a uma hipercorreção. Nesse caso, fazem-se necessárias algumas medidas como remoção de sutura e massagens no pós-operatório. No caso de ter havido hipocorreção, uma segunda cirurgia poderá ser indicada após seis meses.

A ptose palpebral também pode ocorrer após o uso prolongado de lentes de contato, por possível inflamação do músculo elevador da pálpebra superior. Nestes casos, a interrupção do uso da lente de contato por um grande período é a melhor forma de tratamento, porém, caso não melhore, lançamos mão do tratamento cirúrgico.

Frequentemente, a ptose acompanha os casos de bolsas palpebrais, que devem ser corrigidas no momento da blefaroplastia por cirurgião plástico habilitado nesse tipo de cirurgia.

Tudo sobre o Lóbulo Bífido

Causas do lóbulo bífido

Geralmente, o uso inadequado de brincos pesados, em conjunto com outros fatores, como reações eczematosas (alérgicas de contato) devido aos metais dos brincos, geram um trauma que, a longo prazo, “rasga” a pele  do lóbulo da orelha. Uma puxada acidental do brinco também pode alargar ou até rasgar a orelha.

O que evitar após a cirurgia no lóbulo bífido

A única recomendação após a cirurgia, além de ficar dez dias sem praticar exercícios físicos intensos, é aguardar pelo menos 60 dias antes de fazer um novo furo para a colocação de brincos. “Também não é indicado que se coloquem novos brincos sobre a incisão da cirurgia de correção do lóbulo bífido”, complementa Dr. Laertes.

Técnicas de reparação do lóbulo bífido

O procedimento de correção do lóbulo bífido pode ser feito por meio da zetaplastia, com incisão e sutura ou, ainda, com a técnica de retalho. “Tudo depende da avaliação do médico, mas o método mais simples é a incisão dos bordos da fenda no lóbulo, seguida de pontos simples”, completa Laertes.

Resultados da correção de lóbulo rasgado

Os benefícios desse procedimento já podem ser vistos após um mês da cirurgia, que é quando ocorre a cicatrização da região.

Agende sua Consulta

Tel: (11) 2688-6599

Tel: (11) 98510-5259 

Tel: (11) 2640-0629 

E-mail: contato@ltjplastica.com.br
End: Rua Domingos de Moraes, 2187 – Cj 218/219,     Torre Paris, Vila Mariana – São Paulo

Como chegar na Clínica Corpora