Labioplastia: como funciona a redução dos pequenos lábios

Labioplastia: como funciona a redução dos pequenos lábios

O Brasil é país que mais registra cirurgias íntimas no mundo, sabia? Nos últimos anos, mais de 20 mil brasileiras passaram, anualmente, por esse procedimento na vulva, denominado ninfoplastia.

Neste artigo, falaremos da ninfoplastia ou labioplastia, que é a cirurgia mais comum e procurada. Há, ainda, vários outros procedimentos que podem ser realizados, tais como:

  • aumento de grandes lábios com enxerto de gordura para melhorar flacidez e atrofia;
  • lipoaspiração de monte de Vênus (pube);
  • redução de capuz do clitóris (comum em mulheres que fizeram uso de hormônios masculinos).

Em nossa clínica, também realizamos procedimentos para clarear a vulva externamente e, ainda, lasers para aumentar o tônus do canal vaginal, reduzindo, assim, a frouxidão e a perda de urina em mulheres mais velhas ou que tiveram muitos filhos de parto natural.

A cirurgia íntima mais buscada no momento é a labioplastia, ou seja, a redução dos pequenos lábios, que é um procedimento simples e que não exige internação. Ele também recebe o nome de ninfoplastia.

Quer saber mais sobre a redução dos pequenos lábios? A seguir, apresentamos as principais dúvidas sobre essa cirurgia íntima.

Como funciona a labioplastia nos pequenos lábios

Esse procedimento, mais buscado pelas mulheres que desejam cirurgia íntima, consiste na retirada do excesso de tecido que se projete além dos grandes lábios. Em geral, a paciente vai para casa no mesmo dia.

Para quem a cirurgia íntima é indicada?

Em geral, a ninfoplastia é indicada para mulheres insatisfeitas com a aparência estética de sua vulva ou que sentem dores durante as relações sexuais, bem como incômodo ao usar roupas mais apertadas.

Qual é a causa de ter os pequenos lábios muito grandes?

A principal razão para se desenvolver pequenos lábios com volume excessivo é a genética. Entretanto, distúrbios hormonais e uso de anabolizantes podem agravar esse problema.

Qual é o tempo de recuperação na ninfoplastia?

Grande parte das cirurgias íntimas são de recuperação rápida. No caso da redução dos pequenos lábios, a mulher pode retomar suas atividades em três dias. A prática sexual pode ser retomada após 3 semanas.

É utilizada anestesia na cirurgia íntima?

Sim. Geralmente, utiliza-se anestesia local e sedação, já que o procedimento é feito com bisturi.

Procedimentos combinados à redução dos pequenos lábios

Algumas outras cirurgias íntimas podem ser combinadas à redução dos pequenos lábios. Um exemplo é o enxerto de gordura nos grandes lábios, bem como correção do clitóris ou a lipoaspiração do monte de Vênus ou pube.

Quanto custa uma ninfoplastia?

Os custos da cirurgia íntima podem variar muito, já que tudo depende de onde o procedimento será realizado e dos honorários do cirurgião. Operações combinadas podem encarecer a cirurgia também. Entretanto, quando ela é realizada no próprio consultório, o valor cai drasticamente e, por isso, essa é nossa preferência atualmente.

Quais são os riscos da labioplastia?

Como qualquer cirurgia, a redução dos pequenos lábios oferece riscos, especialmente se for feita por profissionais com pouca experiência. Uma consequência séria de um procedimento mal feito é a retirada excessiva dos pequenos lábios, que não podem ser refeitos depois. A paciente fica, portanto, com esse problema para sempre.

Diferença entre labioplastia e vaginoplastia

A labioplastia, como o nome diz, é um procedimento feito nos pequenos ou grandes lábios da vagina. Já a vaginoplastia é uma cirurgia com caráter mais funcional do que apenas estético, já que promove o estreitamento do canal vaginal e é indicada para mulheres que sofreram com alterações decorrentes de um parto, por exemplo, como frouxidão e perda de urina aos esforços.

O SUS realiza cirurgias íntimas?

Em geral, o Sistema Único de Saúde não realiza esse tipo de procedimento, exceto quando há problemas físicos ou distúrbios psicológicos que justifiquem a sua realização.

EnglishPortugueseSpanish