Procedimentos estéticos para o rosto

Conheça alguns procedimentos estéticos para o rosto

 

Há diversos procedimentos estéticos que podem ser feitos para melhorar a aparência do rosto. Alguns pouco invasivos e outros que exigem anestesia e internação estão entre o leque de opções que podem deixar uma pessoa mais bonita, seguindo, obviamente, sua necessidade e a indicação do médico.

 

Aplicação de toxina botulínica, peeling, preenchimento labial ou facial… É complicado entender a diferença entre cada um. Para te ajudar, a seguir, explicamos os procedimentos estéticos para o rosto mais conhecidos. Confira:

 

Toxina botulínica

 

A toxina botulínica, também conhecida popularmente pela marca Botox, tem o objetivo de paralisar os músculos faciais, impedindo a formação de rugas e linhas de expressão. “A aplicação de toxina botulínica deve ser feita em pequenas doses para diminuir a capacidade de contração dos músculos da face, ou, ainda, para controlar o suor excessivo das mãos, axilas e pés”, explica o cirurgião plástico Dr.Laertes Thomaz Jr.

Preenchimento facial

 

Nesse procedimento, que pode aumentar lábios, preencher rugas e cicatrizes, além de definir traços, o médico aplica um medicamento específico, que pode ser as seguintes opções:

 

  • Ácido hialurônico: presente naturalmente na pele, ele deixa de ser produzido com o passar dos anos, gerando rugas, flacidez e perda do contorno da face. “O preenchimento com ácido hialurônico retoma o volume perdido e atenua as rugas faciais. Sua ação pode durar até 18 meses”, completa Dr. Laertes.

 

  • PMMA (Polimetilmetacrilato): nesse procedimento, microesferas acrílicas são aplicadas nas rugas para preencherem o espaço. “Essa substância não é absorvida pelo corpo, o que garante resultados permanentes”, diz o cirurgião.

 

  • Gordura própria: é comum utilizar gordura do próprio paciente para o preenchimento facial. “Esse procedimento tem vantagens em relação aos demais porque não há riscos de rejeição pelo organismo”, avalia Dr. Laertes.

 

  • Implante de polietileno: esse material plástico pode ser aplicado no corpo e no rosto, onde é utilizado para destacar a estrutura óssea do rosto, definindo a linha do maxilar, aumentando as maçãs do rosto e deixando o queixo mais proeminente, por exemplo.

 

O que é peeling químico?

 

O peeling químico é um dos procedimentos para o rosto mais populares. Nele, é aplicada sobre a pele uma fina camada de ácidos, que podem ser salicílico, glicólico, retinóico e jessner, que promoverão uma descamação das camadas superficiais da pele, fazendo com que o organismo produza uma nova camada, com mais colágeno e elastina.

 

“Quando submetido a um peeling, o paciente não pode se expor ao sol antes e depois do procedimento, pois podem surgir manchas”, explica Dr. Laertes. “Esse tratamento é ótimo para deixar a pele mais fina, com coloração mais uniforme, e, consequentemente, diminuir as rugas e cicatrizes”, completa o cirurgião.

 

O peeling físico

 

Esse tipo de peeling retira a pele superficial envelhecida com a ajuda de um aparelho mecânico dermoabrasivo, como canetas com pontas de cristal. Depois desse procedimento, a pele fica mais homogênea, fina e rejuvenescida. “Essa técnica é menos agressiva que os peelings químicos e tem menos riscos de manchas decorrentes da exposição solar”, diz Dr. Laertes.

 

Laser para o rosto

 

O laser é um grande aliado contra o envelhecimento facial, pois elimina as camadas superficiais da pele, suavizando rugas, manchas, acne e outras marcas indesejadas. Atualmente, os tipos de laser utilizados em tratamentos faciais são os de CO2 e o Erbium. “Ambos exigem proteção do sol antes e depois do procedimento”, diz Dr. Laertes.

Ionização para o rosto

 

Essa técnica utiliza uma corrente elétrica para facilitar a penetração dos ativos dos cosméticos na pele. Geralmente, a ionização é feita com ampolas nutritivas à base de ureia, colágeno, elastina, extrato placentário, DNA, vitamina C, entre outros. O procedimento é indicado como tratamento preventivo de envelhecimento ou para atenuar os sinais do envelhecimento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish